sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Trilogia Dita: Rouge

Dita Von Teese - atriz burlesca americana, 40 anos (pasmem!), entertainer erótica, pele de porcelana, altamente sensual e linda. Sou fã.




Em 2011 lançou seu primeiro perfume, o Dita EDP, frasco negro, lindo. Em 2012 lançou o Rouge e em 2013 vieram o Fleur Teese e o Erotique. Este último eu ainda não conheço, mas já me desperta curiosidade.

Acabei ganhando os três primeiros - Dita EDP, Rouge e Fleur Teese numa tacada só (beijo Rodriguez!). Qual seria o primeiro a ser experimentado?




O Rouge despertou minha atenção de cara. Primeiro, obviamente, foi a  cor. O laço de veludo alemão, o belo frasco facetado vermelho, a correntinha com a trava presos ao frasco... o meu é o de 20 ml e tem a trava de proteção. É o segundo frasco da imagem acima. Lindão.

Foi criado por Natalie Lorson (bem como seus irmãos), perfumista que criou preciosidades como Encre Noire, Jaipur Saphir e Chloe Innocence, entre outras belezinhas.

Notas

Saída: Bergamota, laranja, pimenta rosa
Coração: Magnólia e chá preto chinês (Lapsang Souchong)
Saída: Âmbar e notas amadeiradas

Impressões: saida forte, apimentada, pungente. Evoluiu para algo mais ameno, mas não menos quente, a nota floral ficou discreta em mim, uma magnólia bem tímida. Sentí mesmo foi o cheiro de batom, cheiro de maquiagem. Não destinguí a tal nota de chá preto chinês. O âmbar e as madeiras dão as caras, deixando a composição adulta e sexy. O engraçado é que eu podia jurar que tinha couro na composição. Ledo engano. Não há couro no Rouge.

Fixação mediana para um EDP, projeção boa.

Se eu fosse resumir o que achei do Rouge seria: apimentado, quente, algo old fashioned e muito sensual. Achei um perfume de mulher madura, segura de sí, que sabe seduzir. Bem a cara de Dita Von Teese.



5 comentários:

  1. Pela descrição é bem o tipo de perfume que ela parece gostar. Eu também, dos 3 o que mais me chamou a atenção foi o Rouge. Tão lindo, o vidro parece um diamante!

    ResponderExcluir
  2. Li, Foi o primeiro que eu provei, acho que foi pelo apelo do frasco cor de carne, que remete imediatamente à sensualidade da Dita Von Teese. Tem algo de maquiagem antiga, mas ao mesmo tempo é quente e adulto, faz jus ao frasco belíssimo. Gostei.

    ResponderExcluir
  3. Um adendo: nas notas do Rouge, leia-se Base onde repito Saída, ok?

    ResponderExcluir
  4. Rouge é adorável.
    Nada delicado, é pra causar mesmo.
    Os outros ainda não conheço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Adriana Meire... perfumão...

      Excluir